segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Vai passar

Sabe, se tem uma coisa que eu realmente aprendi nessa vida é que saudade existe e maltrata. Quando eu era ainda uma menina de 16 ou 17 anos, eu acreditava que saudade era algo que eu sentia falta, que me dava só uma dorzinha no peito. Não! Saudade de verdade te dói, te corrói! Hoje eu sei o que é ter mesmo aquela saudade pura, sincera e dolorosa. Muitos dizem que ela faz bem, que começamos a dar valor a certas coisas. Eu acredito que saudade é uma filha-da-mãe. Eu dou valor no que tenho na vida, ou pelo menos me esforço pra ter. Ás vezes eu tenho medo de dizer "Saudades de você e isso tá me matando." E se a pessoa entende essa frase completamente diferente? Se ela acha que saindo da minha vida eu vou parar de sentir saudades e então parar de sentir dor? Bom, essa pessoa errou feio. Porque se ela decidir sair da minha vida pra me fazer bem... Fez mal e muito mal. Vou ter uma saudade infinita. Imagina! Não precisa nem ter mais esperança e nem nada disso, porque enquanto há esperança, eu sei que a saudade não vai durar pra sempre. Eu sei que vou te ver de novo. Eu sei que vou te abraçar e te encher o saco com tanto carinho. Então não saia da minha vida só porque estou sofrendo. Não estou com dor por sua culpa, estou com dor porque eu descobri a minha metade e eu não posso ter ela agora. Estou com dor porque enquanto eu ainda não te ter aqui do meu lado, eu vou continuar achando que um dia vou te perder. Estou com dor porque estou morrendo sem você aqui. Então, imagine se eu ficar sem você na minha vida (inteira), você consegue imaginar o tamanho da dor?

2 comentários:

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Unknown disse...

sim, eu consigo. Eu consigo saber o tamanho desse dor porque eu sinto mesmo. Eu tenho o mesmo saudades por voce.